UM MARAVILHOSO EXEMPLO DE AUTOSSUSTENTABILIDADE E DE CIDADANIA CONSCIENTE…

primipassi

Auroville – A incrível cidade onde os habitantes vivem sem dinheiro, política e religião – Um paraíso na terra

Por: semprequestione.com

Isso vai parecer como algo que aconteceu há muito tempo, mas na verdade, ainda existe. Este ainda é um lugar onde as pessoas que não seguem padrões habituais da vida moderna. Eles não têm dinheiro, religião ou política. É uma sociedade ideal, um paraíso para se viver.

Imagine um lugar onde nenhuma dessas coisas existem, onde todos vivem em paz. Há um tal lugar, e é chamado de Auroville. Auroville foi fundada em 1968. A UNESCO a chamou de uma “cidade internacional”, porque tem habitantes de mais de 50 nacionalidades e culturas diferentes. Não há tensões entre os habitantes, pois eles têm um sistema político, apesar de não ter religião e usar nenhum dinheiro. Eles subsistem com um sistema de troca. A localização de Auroville é sul da Índia, a apenas 150 quilômetros de Chennai, anteriormente conhecida como Madras.

Os edifícios em Auroville são construídos para implementar as energias renováveis. Seu foco é a reciclagem e reutilização. A arquitetura é experimental, e eles mudam constantemente. O fundador e designer de Auroville era Mirra Alfassa, também conhecida como “Mãe”. Alfassa acreditava, “Deve haver um lugar na Terra que nenhuma nação possa reivindicar como sua, onde todos os seres humanos de boa vontade que têm uma aspiração sincera poderiam viver livremente como cidadãos do mundo, obedecendo a uma única autoridade, a da suprema verdade.

Um lugar de paz, concórdia e harmonia, onde todos os instinto de luta no homem foram utilizados exclusivamente para superar a causa de seus sofrimentos e misérias, para superar suas fraquezas e ignorância, e para triunfar sobre suas limitações e deficiências. Um lugar onde o necessidades do espírito e do interesse de precedência progresso sobre a satisfação dos desejos e paixões ou a busca do prazer e gozo material “e, a partir dessa crença veio a esta cidade incrível.

É um modelo de uma eco-cidade sustentável. O método que eles utilizam, que é desenvolvido por multi-corte, combinam árvores de fruto, milharais e pomares, e está dividida em 15 fazendas, que atingem uma área de 160 hectares. Isso garante que eles têm abundância de alimentos para abastecer a população. Nestas fazendas trabalham 50 aldeões e 300 vizinhos, produzindo 2% de arroz e cereais consumidos e 50% de vegetais. A vila também é auto-suficiente em leite e produtos lácteos e frutas da estação.

A cidade é protegida pela UNESCO. É um olhar para a frente como a nossa vida será em poucos anos, quando os sinais do nosso mau trato da terra começam a tornar-se mais aparente. Saúde, tanto mental quanto física, é um dos princípios mais importantes da cidade, e fornece um exemplo desse modo de vida para os outros seguirem.
Parabenizamos a cidade para estas realizações e espero que tudo acabará por seguir o mesmo modelo de vida. É este o tipo de sociedade que você queria viver? Compartilhe com seus amigos e familiares, pois esse lugar é real.

2015 © Sempre Questione

Fonte: Auroville – A incrível cidade onde os habitantes vivem sem dinheiro, política e religião – Um paraíso na terra ~ Sempre Questione


Conheça a cidade que não tem políticos ou classes sociais

Por: revistagalileu.globo.com

Todas as decisões políticas da cidade são tomadas em comunidade (Foto: Divulgação)

Imagine viver num lugar em que a política é feita do povo e para o povo, em que não há religião oficial e o dinheiro é mero detalhe. Parece utopia, mas essa é uma boa descrição da comunidade indiana de Auroville.

Oficialmente reconhecida como cidade pelo governo da Índia e pela Unesco, Auroville foi fundada em 1968 pelo casal Sri Aurobindo e Mirra Alfassa, ele indiano e ela francesa. No dia da inauguração da comunidade, pessoas de todos os cantos do mundo levaram terra de seus países nativos para simbolizar a união de todas as nações.

Hoje, cerca de duas mil pessoas moram na cidade, quem tem capacidade de receber até 50 mil moradores. A maioria dos habitantes de Auroville é indiana, mas há gente da França, da Alemanha, de Israel, dos Estados Unidos, da Rússia e até do Brasil.

Faça o que tu queres

Completamente autossustentável, a cidade tem campos cultiváveis, pequenas fábricas, restaurantes, padarias, hospitais, escolas e cinemas, além de um pequeno jornal local, tudo alimentado por energia solar. E não há escassez de profissionais! Lá, moram arquitetos, cientistas, médicos e artistas de todos os tipos, de escritores e poetas a escultores e pintores.

Todos os moradores recebem um salário mensal de R$ 405, valor suficiente para os gastos médios e para guardar um pouquinho para qualquer emergência. Mesmo que alguém acumule muito dinheiro, tocando um negócio, não há muito o que comprar, evitando assim a criação de uma sociedade de classes. Carros? Não existem em Auroville. Os cidadãos se locomovem com suas bicicletas.

A política também depende da comunidade. Não existem prefeitos, governadores ou secretários em Auroville. Sempre que surge um problema, uma assembleia é convocada e os cidadãos da comunidade elegem um conselho que remediará o problema.

Também não há religião oficial. Os residentes em Auroville são livres para exercer seus rituais e acreditar no que quiserem, desde que não incomodem ou tentem pregar suas crenças aos concidadãos.

Qualquer um é bem-vindo em Auroville. Para morar lá, o interessado precisa apenas comprar uma casa. As residências não ultrapassam o preço de 3 mil dólares – cerca de R$12 mil. Caso o novato não tenha condições de comprar a casa, pode conversar com a comunidade e realizar trabalhos extras para abater o preço.

Todo mundo precisa ter um trabalho oficial na cidade, mas pode contribuir em outras funções e produzir sua própria arte, que é remunerada. Portanto, quando chega na cidade, o novo morador descreve suas aptidões e recebe sugestões de funções que pode exercer.

No primeiro ano que passa na cidade, o novato é observado e avaliado pela comunidade. Depois de uma ano, período que eles chamam de “estágio”, os cidadãos de Auroville decidem se a pessoa pode ou não permanecer entre eles. Caso o pedido seja negado, o valor investido na compra da casa é devolvido integralmente.

E aí, ficou com vontade de se mudar para Auroville? Confira algumas fotos da cidade:

No centro da cidade há o monumento Matrimandir, conhecido como espírito da cidade (Foto: Divulgação)

Geralmente, novos moradores vêm acompanhados de maridos e esposas (Foto: Divulgação)

Teatro de arena da cidade de Auroville (Foto: Divulgação)

Casas têm formato curioso (Foto: Divulgação)

Além de terem trabalhos formais, os moradores ajudam na manutenção da cidade, como no plantio de árvores (Foto: Divulgação)

Artistas são remunerados com um salário, assim como qualquer outro profissional, além de faturarem com a venda de suas obras (Foto: Divulgação)

Painéis solares garantem energia gratuita para toda a comunidade (Foto: Divulgação)

Auroville tem moradores de diversas idades e racionalidades (Foto: Divulgação)

Restaurantes recebem moradores e turistas (Foto: Divulgação)

Copyright © 2016 – Editora Globo S/A

Fonte: Conheça a cidade que não tem políticos ou classes sociais – Galileu | Sociedade

 


Anúncios

Autor: Cida Pereira

Formada em Letras com habilitação em Tradutor e Intérprete, sempre amei a leitura, a escrita e a tradução. Sendo uma sensitiva empata, para melhor compreender esses dons, passei a me interessar especialmente por assuntos espirituais a partir dos anos 80, iniciando com o Espiritismo de Alan Kardec, em seguida pelos ensinamentos de Ramatís. Logo fui conduzida à Filosofia Oriental Chinesa, quando com a prática do Tai Chi Chuan passei a conhecer também o Taoísmo e a minha maior paixão o I Ching, cujo estudo e prática me trouxeram muitos conhecimentos sobre os ensinamentos de Mestre Confúcio em seus comentários no mais sábio dos livros. Me aprofundando mais na Filosofia Oriental, conheci o Budismo Indiano, o Tibetano e o Zen, bem como a doutrina hindú através do Bhagavad Gita. Por toda essa peregrinação através de inúmeras palestras, vivências e iniciações (Reiki até Nível III, inclusive) e de estudos dos Livros Sagrados de várias religiões percebi que Deus é único e está dentro de nós. Por isso não me apego a nenhuma religião. Minha busca é a recuperação da conexão com a Essência Divina que permeia a tudo e a todos, que nos faz sentir unos com tudo e com todos, como somente Deus pode ser. Meu intuito é a conscientização espiritual, através da leitura e da escrita, que compartilho com vocês e convido a todos a participar, onde a reconexão com o Criador é a prioridade maior, onde o reconhecimento de sermos uma Centelha de Sua Luz nos leva a recuperar o que perdemos e a cocriar uma nova realidade na Terra.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s